FICA 2020 divulga os filmes selecionados com participação do DJ Alok

O governo de Goiás, por meio da Secretaria de Estado de Cultura, divulga, na terça-feira (03/11), os filmes selecionados para o Prêmio José Petrillo, da mostra competitiva Washington Novaes, da 21ª edição do Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental (FICA 2020). O anúncio será feito pelo secretário de Estado de Cultura, Adriano Baldy, com participação do DJ Alok (neto do cineasta José Petrillo), e estará disponível no Youtube da pasta a partir das 9h.

Dj Alok

Também serão divulgados, na ocasião, os curtas-metragens goianos classificados para a 17ª ABD Cine Goiás – Prêmio Fifi Cunha, da Associação Brasileira de Documentaristas (ABD – Seção Goiás), que integra a programação do festival.

Em razão da pandemia de Covid-19, o FICA deste ano tem formato totalmente digital, seguindo um padrão mundial dos festivais. Um dos principais projetos de audiovisual do Governo do Estado, o festival será realizado de 16 a 21 de novembro. A abertura será às 19h do próximo dia 16, no Cine Teatro São Joaquim, na cidade de Goiás.

Ao todo, foram escolhidas 37 películas que vão concorrer a R$ 132,5 mil em premiações que variam de R$ 2 mil a R$ 7 mil.

O Prêmio José Petrillo é uma novidade desta edição. Todos os filmes selecionados serão contemplados por ele, com valores que variam entre R$ 3,5 mil, para longa-metragem, e R$ 2 mil, para curta-metragem. A premiação é acumulável com outras que o filme vier a receber.

O Fica 2020 recebeu inscrições de 331 filmes, de 17 países. Do Brasil, foram 226 participações, sendo 198 curtas e 28 longas. Pela 17ª Mostra ABD Cine Goiás, foram 82 curtas goianos. A lista dos contemplados nesta etapa, tanto do FICA quanto da ABD, será publicada no site do festival: fica.go.gov.br.

Os filmes da Mostra Competitiva Washington Novaes foram avaliados por um júri técnico, composto por JúlioPereira, Éder dos Santos e Thiago Lemos, especialistas da área de cinema, indicados por entidades representativas do segmento de audiovisual em Goiás.

Para as escolhas, foram seguidos os critérios exigidos no regulamento do FICA, em que se enquadram as obras nos gêneros ficção, documentário ou experimental, podendo ser em animação ou live-action, com temática ambiental, produzidas em qualquer parte do mundo.

Mostra ABD

A Associação Brasileira de Documentaristas recebeu inscrições de 82 curtas goianos, nos gêneros de ficção, animação, documentais e experimentais, para a sua 17ª Mostra. Do total, 13 produções foram selecionadas.

Para esta edição, a ABD irá distribuir, ao todo, R$ 47,5 mil em prêmios.  O diferencial deste ano, além do formato totalmente on-line, é que todos os curtas-metragens selecionados para a mostra receberão um prêmio, denominado Fifi Cunha, no valor de R$ 2 mil cada um.

Os curtas foram avaliados por Miguel Forlin, único membro do júri. Miguel é crítico de cinema de São Paulo, com reconhecida atuação no segmento audiovisual, indicado pela Secult Goiás.

O FESTIVAL

O Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental (FICA) é um dos principais e mais importantes festivais de cinema no cenário nacional. Além disso, é um dos mais importantes projetos culturais desenvolvidos pela Secretaria de Cultura de Goiás.

O Festival nasceu sob a motivação de propagar as potencialidades de Goiás para um cenário internacional.

Idealizado pelo jornalista e publicitário Jaime Sautchuk, o FICA exibe e premia obras em vídeo e película cuja temática é a defesa da qualidade de vida na Terra. O Festival tem como palco fixo a cidade de Goiás e consolidou-se como uma grande amostragem do cinema ambiental de todo o mundo, descrevendo uma trajetória de êxito que se materializa pelo crescente número de países participantes.

Além de aquecer o turismo e a economia local, o Festival gera em torno de si uma série de atividades ligadas ao cinema e ao meio ambiente, agregando produtores, realizadores e divulgadores do cinema ecológico e uma enriquecedora troca de experiência por meio de debates e oficinas.

Como resultado, criou uma cultura de cinema em Goiás, com o surgimento de diversos cursos superiores na área, e cineastas de grande talento que foram formados pelo Festival. E o setor de audiovisual passou a representar uma importante atividade econômica, gerando emprego e renda em todo o estado. Por conta da pandemia de Covid-19, que acometeu todo o mundo, será realizado neste ano de 2020 de forma totalmente digital.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.