Caiado diz se curvar à decisão dos prefeitos

Em reunião com 32 prefeitos de municípios goianos, transmitida ao vivo pelo Facebook, no final da tarde desta segunda-feira, 18, o governador Ronaldo Caiado (DEM) disse que irá se curvar à decisão dos mandatários locais.

Segundo o governador, houve politização da pandemia de coronavírus e que decreto poderia virar “letra morta”.

Caiado, no entanto, salientou que vai fortalecer os hospitais dos pontos considerados mais críticos do estado.

“Não adianta ter excesso de leito em Goiânia. Um doente de síndrome respiratória aguda grave não aguenta uma viagem de 500 km a partir do norte goiano”, explicou. “Não temos regionalização no nosso sistema de saúde. Só temos hospitais de média e alta complexidade em Goiânia, Aparecida de Goiânia e Anápolis”, apontou o governador.

Caiado alertou para a possibilidade de haver aumento de contaminação por coronavírus a partir da Região Norte do país. O que pode deixar o sistema de saúde do norte goiano colapsado. O governador salientou que várias cidades do Tocantins já decretam lockdown devido o crescimento de casos de Covid-19 no Pará.

Assim, municípios como Porangatu e Campos Belos de Goiás, na divisa com o Tocantins, ficariam desassistidos, pois não há leitos e equipamentos suficientes na região.

Após a fala de Caiado, ele abriu a palavra para que os prefeitos se manifestassem e sugerissem medidas para o enfrentamento ao coronavírus no estado.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.