Retratos da Pandemia em Goiânia

Durante esse período de isolamento, muito em nossa sociedade tem sido transformado.  Uma doença de escala global assola a humanidade e nos obriga a transformar o olhar sobre a vida. Desde questões mais banais como um aperto de mão, á questões mais complexas como manter renda da família, enfrentamos desafios para os quais não tivemos tempo nem preparo, o problema apenas surgiu sem anúncios prévios.

Fotógrafo independente, Jucimar de Sousa   trabalha na linha de  fotografia autoral, fotografia de rua, fotojornalismo e Documental. Diante deste novo cenário social, o fotógrafo foi às ruas da Cidade Goiânia para capturar retratos da urbe transformada pelo coronavírus.

836efc23-770e-471d-a641-19066a2135de.jpg

Mais do que uma expressão artística, as fotos capturam recortes de um momento histórico que marca a passagem humana, com transformações, perdas, solidariedade, reclusão e um contínuo sentimento de espera.
bdc2830c-baba-4eeb-b16d-e1d107c56e65.jpg

A cidade, agora mais silenciosa, guarda dentro das casas a vontade latente para a retomada de uma situação normal, que antes  talvez fosse apenas um cenário de caos já conhecido.  Aqueles que não podem aguardar, desbravam com máscaras , luvas, água e sabão o mundo externo, que a todo momento anuncia a espreita de um perigo invisível aos olhos.
WhatsApp Image 2020-04-15 at 21.55.21.jpeg

WhatsApp Image 2020-04-15 at 21.55.21 (2).jpeg

WhatsApp Image 2020-04-15 at 21.55.22 (2).jpeg

WhatsApp Image 2020-04-15 at 21.55.22 (3).jpeg

Para aqueles com fé, este é o período da páscoa, que em seu cerne epistemológico carrega o sentido de passagem. Sendo assim, os cristãos passam, por um período de transformação, nãos só na forma de seus cultos e celebrações, mas também na forma como se voltam para perceber o próximo.

 

WhatsApp Image 2020-04-15 at 21.55.22.jpeg

WhatsApp Image 2020-04-15 at 21.55.21 (1).jpeg

WhatsApp Image 2020-04-15 at 21.55.22 (1).jpeg

Esse período tem levantado muitos questionamentos, têm colocado muitos esforços sobre vertentes da sociedade, como a saúde, o trabalho e desigualdade entre as classes, que há muito tempo já precisavam ser repensados. Infelizmente a mudança veio por meio de uma tragédia, mas ainda sim se fez mudança. Não sabemos ao certo onde esta “passagem” está nos levando, mas há apenas a certeza de que nunca mais voltaremos ao estado em que um dia estivemos.

Fotos: Lucimar de Sousa
Redação: Gabriel Viana

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.