Gugu teria sido processado por abuso sexual de menor

Segundo uma reportagem publicada pelo site DCM, Gugu Liberato, morto em novembro de 2019, teria sido processado por abuso sexual contra um menor de 14 anos, que na época fazia parte de uma banda lançada pelo apresentador. O processo tramitou durante quatro anos e foi extinto em 2017, após um acordo entre Gugu e o acusador, o DJ Leandro Kloppel Lo Frano. Durante o processo judicial, o DJ teria chegado a pedir R$ 10 milhões, mas Gugu teria pago somente R$ 1 milhão e os honorários advocatícios, afirma a reportagem.

Leandro tinha 14 anos quando foi chamado para fazer um teste em um novo grupo musical, o Boomerang, idealizado por Gugu. Segundo a reportagem ele e os outros componentes do grupo teriam sidos abusados pelo selecionador do teste, homem identificado como Ramon.

Ainda de acordo com o DCM, Ramon teria dito a Leandro que Gugu havia gostado dele e o orientou a ir ao quarto do apresentador, onde teria sido acariciado. Liberato também teria dito a Leandro que outros artistas jovens fizeram sucesso “em razão da proximidade que tinham com ele”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.