Espaço Vida+Amor: Inclusão para a vida

Hoje é o dia Internacional da Pessoa com Deficiência, sendo assim somos convidados a refletir sobre a realidade do deficiente, que ainda hoje enfrenta muitas barreiras dentro do mercado de trabalho.

Mais de 6% da população no Brasil possui ao menos um tipo de deficiência, segundo mostra a pesquisa Nacional de Saúde (PNS) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e do Ministério da Saúde. Apesar de existir lei para garantir a inserção desses brasileiros no mercado de trabalho (Lei nº 8.213/1991), ainda há demanda para uma maior inclusão. A legislação brasileira prevê porcentuais diferentes de vagas que devem ser asseguradas a pessoas com deficiências. Eles variam de 2% para empresas que tenham entre 100 e 200 empregados e 5% para as que possuem mais de 1.001 funcionários.

Sobre o Espaço Vida + Amor

Instituída como associação em fevereiro de 2014, a Espaço Vida + Amor (EVA) funciona em Goiânia e assiste 67 crianças, jovens e adultos com Transtorno do Espectro Autista (TEA), síndrome de Down e Atraso Global do Desenvolvimento. A entidade presta assistência social por meio de um espaço existencial, afetivo e social que proporciona momentos de lazer, interação, aceitação para essas pessoas com abordagem transdisciplinar voltada para inclusão social e profissional. São salas de oficinas sócio educativas, quadra, piscina aquecida e um espaço diferenciado para o Projeto de Profissionalização, distribuídas em 800 metros na nova sede, no Setor Nova Suíça.

desde 2017 a Santa Marta estendeu a contratação de PcDs (pessoas com deficiência) e se tornou parceira no Projeto de Profissionalização da Associação Espaço Vida + Amor. A rede contrata jovens com Transtorno do Espectro Autista, Síndrome de Down e deficiência intelectual, com idade a partir de 16 anos, visando a real absorção dos envolvidos no mercado de trabalho.

A Associação Espaço Vida + Amor auxilia na seleção dos profissionais e faz o acompanhamento contínuo dos colaboradores assistidos pela entidade. Segundo Cristiany Márcia Mayer Ferreira, gestora de Recursos Humanos da Santa Marta, existe dificuldade em encontrar profissionais com deficiência que se encaixem na experiência e formação das vagas ofertadas, por isso a parceria com associação acaba sendo algo que os ajudam. “Muitos dos contratados acabam vindo da associação”, informa.

 

João Paulo Almeida Antunes, de 26 anos, também faz parte do Projeto de Profissionalização em parceria com o Espaço Vida + Amor. Desde setembro de 2018, ele atua no Espaço News (produção de texto e redes da Associação) e acredita que seu trabalho tem sido uma experiência única. “Não esperava que seria uma experiência tão extensa assim. Sinto que faz diferença e é um aprendizado a cada dia. Eu aprendo todos os dias com cada pessoa do trabalho e que, de alguma forma, mostram pra mim que o serviço vai além das horas de trabalho”, acredita o jovem autista.

Colaborador da Santa Marta há 14 anos, Raniere Alves de Souza atualmente é gerente auxiliar do Centro de Distribuição da rede. Com uma atrofia na perna esquerda decorrente de uma paralisia infantil aos cinco anos de idade, a deficiência nunca o impediu de fazer nada. “Sempre trabalhei, estudei, parei, mas voltei a estudar agora. Por ser PCD nunca abaixei minha cabeça e sempre fui em busca dos meus objetivos. Comecei como auxiliar de estoque e hoje cheguei a subgerente com muito orgulho e quero crescer ainda mais, me qualificando, fazendo uma pós”, conta o colaborador, que atualmente cursa o 2º ano de graduação em logística.

Integrante do time de profissionais especiais, Pedro Henrique de Carvalho Moreira da Rocha, 24, é autista e atua desde agosto deste ano no Centro de Distribuição da Santa Marta, no setor de Logística, etiquetando produtos. “Já havia trabalhado antes, mas sem carteira assinada. “Aqui é uma experiência boa. Sinto que a empresa onde trabalho é um local onde acredito que eu possa ter um futuro profissional brilhante pela frente”, considera Pedro, que tem o ensino médio completo e pretende cursar Faculdade de Biomedicina.

 

“Nossa visão é ampla, reconhecemos novas possibilidades e criamos vagas de empregos a partir dos talentos dos profissionais PcDs que entram no processo, e a parceria com a Associação Espaço Vida + Amor capacita a empresa no processo de inclusão desses profissionais, com as vagas do quadro existente, nos orientando nas adaptações físicas necessárias para a adequação do ambiente de trabalho e sua acessibilidade, criando assim um ambiente que promova a inclusão”, avalia o presidente da Santa Marta, Ernesto Vendramini.

 

Além da contratação ativa de profissionais com deficiência física, auditiva, mobilidade reduzida ou intelectual, a Santa Marta é grande apoiadora da Associação Espaço Vida + Amor. “Dar oportunidade para os profissionais PcDs entrarem no mercado de trabalho é dar a eles o direito de pertencer, de mostrarem seus talentos e de serem independentes. Direito esse que eles deveriam ter sem a necessidade de ser imposto por uma cota obrigatória”, frisa a presidente da Associação Espaço Vida + Amor, Karina Civile Pereira.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s